The First Nomination and the first big thanks!

Oi meninas!
Último post de 2013! E que loucura de 2013! Comecei ese blog sem grande pretensões, achando que ninguém ia ler e, veja só! Olha você aí! Obrigada! Mais do que leituras, eu encontrei amigas, parceiras, torcedoras! Não quero ser injusta, mas tem 3 que estão comigo desde sempre, eu acho. 
A Mari saiu daqui direto pro skype, direto pra cidade vizinha e agora a gente se fala quase todo dia! E fala, hein? A primeira vez que a gente se viu nem foi marcante, porque realmente parecia que a gente já se conhecia! rs Neguinha linda do meu core, como é bom te ter por perto! 
 A Duda tá chegando logo logo! Uma semana! Vem que vem menina! Será que consigo fugir e te encontrar no tour de NY? Vamos ver meu schedule! Mas minha casa tá de portas, e sofá-cama também, abertos pra você! Que Deus te acompanhe na viagem!
A Paula....ah a Paula! Não sei porque, ela me parece a pessoa mais madura daqui. Tem passado por tanta coisa e não desisti. Tem dias que ela desanima, mas quem não? Eu já estou aqui, vivendo "o sonho", e tem dia que quero correr pra casa. Eu espero que você perceba que de passo em passo você se aproxima, enquanto correr as vezes só nós cansa ;) Eu estou te esperando com a mesma certeza que espero a Duda.
UPDATE: Como eu esqueci da Amanda? Mandinha, perdoa eu! Eu fui por nome e como vc sempre comenta logada no seu blog eu me esqueci. Perdão! Você também está por aqui desde o começo quase, você teve situação parecida com a minha quanto a contar pra família e conta com um anjo extra nessa loucura: o BRUNO, semi-marido dela rs Sim, Bruno, vc tbm tá no meu blog agora hahahaha E ainda que ela tenha o apoio dele, ela ainda se faz presente aqui, se interessa, sempre comenta, dá atenção pras minhas bobagens! E nem briga comigo quando eu faço merda! LIIIIINDA! Bjobjobjo! 
Mas tem tbm a Gisella (de quem eu leio o blog e sempre fico feliz quando ela comenta, pq ela é tipo celebridade pra mim hahaha); a Mirella que agora tem aparecido nos comentários; a Carol que voltou do Havaí e agora eu posso gostar dela de novo, pq antes ela tava na praia e eu congelando rs; a Thaís, que está dando os primeiros passos nessa nossoa louca aventura; a Fernanda, que é comprometida então date pra ela só os meus haha; a Karine, que vai trazer uma mala de 32KG só com coisas da minha saudosa Padaria Estrela. Já passaram aqui a Andressa, a Aline, a Bia, Hingridy, a Jéssica...e se eu esqueci alguém, sorry! E àquelas que nunca comentaram, que eu não sei o nome, mas que estão sempre aqui, obrigada meninas!
Eu não esqueço de vocês, estou sempre pensando "nossa, isso tem que ir pro blog". Estou devendo um post sobre minha viagem pra Philly, sobre o Natal e sobre o american boy. Mas, pra terminar o ano e quitar uma dívida, vou contar sobre o que minha host escreveu na minha indicação pra au pair do ano. Vou falar sobre isso no último post porque acho que é um bom encerramento pra esse ano, um incentivo pra gente continuar nessa viagem que é ser au pair.
Estava eu na cozinha, num dia ruim, com as meninas sambando na minha cabeça e eu pensando "Será que chego a tempo da janta no Brasil?". Eis que chega o email da host! Ela encaminhou o que ela mandou pra Cultural Care. 
Na descrição de porque ela me indicava, ela disse que eu tive uma adaptação fácil e feliz,que o medo de entregar as filhas pra uma desconhecida e o estranho período da adaptação nunca aconteceu.  Segunda ela, a dedicaçãp que tenho pela família vai além do esperado, que eu respeito o modo que ela cria as filhas e respeito a rotina das crianças, mesmo que para isso eu tenha que dizer não para parentes das meninas, algo que é fundamental pra ela, porque tem parente que...né? Entao! rs Ela disse ainda que eu cuido das meninas com a autoridade que ela me deu, mas sempre com carinho, e que faço sempre o melhor para as meninas.
Bom, daí ela falou de um episódio que eu nunca comentei aqui. No meu primeiro mês, minha primeira sxta-feira 13 nos Estados Unidos, a minha menor foi pro pronto socorro. A gente estava na garagem e uma das bolsas de sabao da maquina de lavar estava no chao. Parece uma bolsinha de doce de leite, sabe? E enquanto eu abria o carrinho pra passear, ela colocou na boca. Eu surtei. Do tipo, surtei! A bolsa rasgou e vazou na boca dela, mas na minha cabeça ela tinha engolido sabão. Corri, liguei no poison control, liguei pra host, liguei pro médico. Tudo isso chorando e tremendo. E enfiei a mao na boca dela pra tentar achar qualquer sinal de sabão. Só que a Lili é bem sensível e de eu colocar a mão na boca dela...ela vomitou! Ai o poison control mandou ligar pro 911. Jesus! Ela linda, loira, rindo e eu chorando histérica, sentada na escada de casa, esperando a ambulancia. A host voltou pra casa e foi com ela. Eu segui de carro. Mas me perdi e o gps me levou ao hospital...errado! Dirige, dirige, dirige...aí tocou o tel e era a médica que tava atendendo a lili. Pediu p eu estacionar e falar com ela. Expliquei que achava que ela não tinha engolido sabão porque ela não tinha vomitado azul, mas que eu tava assustada rs
Chegando no hospital a Lili num quarto, em observação, sendo monitorada, mas sem nenhum medicamento. E quando ela me viu...ela sorriu! E eu chorei! Chorei acho que por umas 5 horas. Pedi mil desculpas, minha host me mandando relaxar, que não era minha culpa o sabão estar no chão, que poderia acontecer com qualquer um. E fez piada, porque quando eu cheguei eu pedi o tel do posion control e ela "ah não sei, ninguém usa isso". Ma eu fiz questão de achar e anotar no caderno da cultural care, por isso eu tinha o número =)
A Lili voltou sem tramas pra casa, não posso dizer o mesmo de mim hahaha Eu até cheguei a comentar que faria um post sobre minha sexta-feira 13, mas vocês pediram outro e eu acabei esquecendo. Só lembrei mesmo quando minha host me indicou, porque aí ela colocou que houve um episódio que a Lili foi pro hospital e que eu consegui agir sozinha pra resolver, mesmo estando falando uma língua que não é minha. E que depois disso toda a fam[ilia ficou satisfeita de saber que se houvese uma emergência as meninas estariam em boas mãos (mesmo quando vc causa a emergencia? rs).
E pra encerrar ela colocou que ela agradece todo dia por eu estar aqui, que é como se tivesse uma vaga na família e que eu tivesse preenchido, e que a única coisa ruim era imaginar o dia que eu terei que partir. 
No final ainda ttiha uma pergunta falando pra ela dar uma dica pros hosts acharem a au pair perfeita, e ela respondeu "Entreviste bastante meninas, seja cuidadoso e reconheça personalidades e estilos que combinem com sua família.  E pra seguir seu coração, porque ela sempre soube que eu seria perfeita pra eles".
oooowwwwwnnn. SIm, chorei igual crianca! E respondi "pq vc fez isso? to chorando tanto! mto obrigada! bla bla bla"...so q a msg foi pro boy, na emoção do momento hahahaha Expliquei pra ele o que era e ele achou uma gracinha hahahahaha
Claro que não ganhei. Funciona assim: as familias indicam pra agencia, que escolhe e indica 3 p sei la qm, q escolhe a vencedora. Tem sempre uma au pair que nadou um tsunami p salvar a kid, que cuida de 5 kids de ponta-cabeça numa mão só, que salvou a criança de um meteoro hahaha Brincadeira a parte, esse ano foi uma menina que cuida de um monte de criança com várias alergias e restrições alimentares. Mas o que me deixou legal foi o que ela escreveu, foi ela achar que eu merecia isso, porque eu sou a melhor pra ela.
Honestamente, minha kid mais velha as vezes é muito difícil, minha mais nova é um doce, mas está aprendendo algumas coisas com a outra, e meu host qse nao fica em casa. Mas a minha host...gente, essa mulher tem minha admiraçao, meu respeito, meu carinho, meu zelo. Por ela eu faço tudo!
O ponto aqui é: a gente sempre acha algo que faça tudo valer a pena. Tem dia que é ruim, mas não acho que se eu tivesse no Brasil eu seria feliz todo dia. Até os ursinhos carinhosos tem problema! =)
Eu desejo a vocês um 2014 lindo, louco, cheio de aprendizado e aventura! Eu continuarei aqui, contando de mim, querendo saber de vocês! Se cuidem e até ano que vem!
Beijos!

The First Snow Storm

Oi Mari!
Oi Meninas!

O oi pra Mari é porque ela disse que se eu não falasse dela nesse post ela viria aqui me bater! hahahaha Mas eu vou falar bastante dela, porque ela é personagem na história de hoje.

Acho que mais de um mês atrás uma outra au pair, que é vizinha da Mari, me chamou pra ir no show do Backstreet Boys! PIREI! Mais que topei e estava com meu ingresso linda comprado.

BSB foi minha paixão!!! Eu tinha certeza que eu ia casar com o Nick Carter. Mas aí ela namorou com a Paris Hilton e perdeu totalmente meu respeito. 
Só de ver isso meu amor já morre de novo...Pra que né?

Até o dia que a ex nanny das minhas kids postou uma foto com ele no face. NOOOOOSSA! Morri de catapora verde de tanta inveja! Ele tava tão lindinho do meu coração! Até adicionei ela no face só pra ter o prazer de xinga-la. Sim, eu já andei no bonde do recalque! hahahha

Mas voltando ao show, eu estava super mega animada! Cantando BSB até para fazer as meninas dormirem.
Mas já viu alegria de pobre durar? De au pair pobre então, nem se fala!
Na semana do show a previsão apontou neve, que virou alerta de tempestade, que virou alerta vermelha de tempestade de neve. Tipo ALERTA VERMELHA! Sirene tocando, falando pra só dirigir em caso de emergência, trocentos cms de neve. 
Detalhe: o show não era aqui em NY, era mais ao norte, ou seja, bem no meio da tempestade. Não, não tô de sacanagem, mas São Pedro tava muito fanfarrão! (Ele controla a chuva, será que a neve também?). 

O combinado era eu pegar o trem até a cidade da Mari, lá encontrar a vizinha dela e ir pro show, que ficava mais ou menos a uma hora de distância dirigindo. Cheguei mais cedo pra ficar com a Mari na casa dela e pensar sobre o assunto. Eu tava me borrando! (Até porque se eu falar que eu estava radiante de tranquilidade a Mari vai deixar 337 comentários falando que é mentira rs). 
Eu perguntava pras kids da Mari se devia ir. O de 3 anos primeiro disse que não e depois que sim. O baby de 9 meses, que não chora com ninguém, chorou comigo, sendo que nenhuma criança chora comigo. Comecei a achar que era sinal de Deus. rs
Os meus hosts e os hosts da Mari aconselharam a gente a sair antes da tempestade começar, desse modo não seria necessario dirigir no meio da tempestade, a gente chegaria na tal cidade e arrumaria um hotel pra dormir, porque depois do show seria impossível voltar. 

Só que a gente não conseguiu sair com tempo de sobra e isso foi me deixando mais nervosa. Então resolvi ligar pra minha mãe. Detalhe: sabe o show do RBD que morreu gente em SP? Segue a conversa que tive com minha mãe quase 8 anos atrás:

Eu: Mãe, eu e a Raio podemos ir? (minha irmã)
Mãe: Não, não estou sentindo uma coisa boa, não vão pelo amor de Deus.
E: Mãe, se morrer morre uma só, relaxa!

Fabiana Scalanzi no Jornal Hoje daquele dia:  http://www.youtube.com/watch?v=iieSu9aUcVM

SIIIM! Morreram 3 pessoas e eu estava lá! Eu e minha irmã mais nova! E eu cheguei a cair e um monte de gente caiu em cima de mim! Mas um moço anjo me salvou! E eu nem lembro o nome dele. E não apareci na tv!
Ninguém mais tá prestando atenção no post agora, tá todo mundo aí chocado que eu gostava de RBD. Sim, eu gostava, amava, sabia todas as música e estava na faculdade já! hahahahaha NÃO ME JULGUEM! Vocês aí tudo querem vir pros eua ser au pair e eu não tô julgando ninguém! hahahaha

Vamos prestar atenção então! Pois, se mamãe me fala pra não ir eu não vou. Agora eu aprendi a lição.
Liguei pros meus pais, expliquei a situação, meu pai disse pra eu fazer o que meu coração mandasse e minha mãe falou que não sentiu nada MUITO ruim, mas que estava com o coração apertado. 

O americano do post passado me mandou uma lista com 12 coisas que eu tinha que ter no carro pro caso de acontecer alguma coisa. Coisas como mais roupas, cobertas, lanternas, baterias extras, pás...pra gente não morrer de frio no caso de ficar presa. Morrer no sentido de perder a vida. Bater as botas. Encontrar a luz. Ou o chifrudinho. Partir dessa pra melhor, ou pior. Deixar o corpo. Morrer mesmo, sem exagero. 
A menina chegou e eu perguntei "vc tem pá?". Gente, de 12 coisas eu pedi uma! UMA! E ela me olhou com cara de assustada e perguntou porque. Quando a Mari contou isso pro host dela ele só falou "isso não é bom, não é bom..."hahahahaha Pra quem não sabe, a pa é pra te ajudar a cavar a neve caso vc fique presa.
A próxima coisa que eu devia ter perguntado era se ela tinha uma terço, porque olha, eu tava tensa! rs

Mas eu ainda não estava pronta pra desistir. A Mari me abraçou forte e falou "Não vai, tô pedindo, não vai". E eu, com os olhos cheios de lágrimas, entrei no carro. Sério, eu tava chorando hahahahha Pamonhenta modo ON!

Na primeira curva feia o carro derrapou de leve. Não estava nevando muito, mas o problema eh que um pouco de neve cai no chão e vira gelo...e ai já era! É o chamado black ice. 
Fomos dirigindo até outra cidade pra pegar outra menina, a estrada estava cheia de gelo, sal, areia (colocam p ajudar a não derrapar) e muuuitos caminhoes. Mas eu não estava me sentindo bem, eu nunca senti NADA como aquilo. Meu coração tava na boca e toda vez que eu começava a rezar eu não consegui terminar porque ouvia um "não vai". Daí na casa da menina eu decidi não ir. 

Arreguei! As meninas me deixaram na estação, eu peguei o trem e voltei pra Mari. FELIZ. Gente, nunca senti um alívio tão grande! Deu tudo certo com as meninas, eu perdi uns 100 obamas...e não estou nem um pouco arrependida! Sabe aquela coisa do filme efeito borboleta? Então, pode ser que se eu estivese no carro alguma coisa tivesse acontecido. 
Passei o resto do dia com a Mari, a gente ficou em casa vendo tv, falando na net com pessoas queridas (cretinas, na vdd rs), ela fez lanchinho e sopa e tomate, catou meu celular quando eu joguei ele no chão dormindo...foi muuuuito bom!

No outro dia pipocaram notícias de acidentes e a minha host disse que aquela rodovia é uma bem perigosa por causa dos caminhões. Graças a Deus não aconteceu nada com as meninas tbm =)

E daí eu perdi eu show do BSB, que agora tá indo pra Europa. Mas quem sabe quando eles voltarem né? 

Depois disso perdi o show do John Mayer tbm. Ele tava aqui, 60 obaminhas honestos pra ir no show. MAS era na terça que eu tinha p ver o americano antes dele ir viajar pro Natal. Como ele tava de boa de ir, fomo jantar. Aí A MARI (ela de novo) me conta que no show aqui em NY, o da terça, ele chamou a Katy Perry no palco pra cantar  música nova deles junto. O americano sem querer perdeu várias estrelinhas comigo, fiquei com tanta raiva rs

E também não fui no show da Beyonce, totalmente por minha culpa. Desde que estou aqui eu tava pra comprar o ingresso. Mas não achei ninguém pra ir comigo, aí o preço foi subindo...e eu me fe....pois é! E era o final da turne, então se eu não ficar mais um ano aqui eu dificilmente verei o show dela =(

Bom, sobre a indicação da host vai ficar pro próximo post, porque tá tarde pra caramba.

Meninas, não sei se vocês lerão isso hoje, mas eu só quero desejar a todas vocês (todas mesmo, até aquelas que nunca comentam e que eu nem sei que estão aí) um lindo, feliz e amoroso Natal! Que as esperanças renasçam e que a fé mantenha nossos sonhos.
Obrigada a todas vocês por todas as palavras de carinho, de incentivo e pela amizade estranha que nós temos e só nós entendemos!!! =)

Um beijo carinhoso em cada uma de vocês!

HOHOHO! Feliz Natal!

The First Date

Oi mocinhas!

Todas assanhadas querendo saber de dates né? rs Respondam: quantas vezes entraram aqui pra ver se o tal post tinha saído? Esse número é o número de dates que você vai ter aqui nos EUA até achar seu Príncipe encantado montado em um green card ou até você voltar pro Brasil! hahaha #PragaDeAmigaPega

Eu vim pra cá com a certeza absoluta que vou voltar pro Brasil e continuo pensando assim. E sei que arrumar alguém aqui pode complicar em muito minha vida. Maaas...


E eu conheci uma au pair que me apresentou o mundo mágico dos dates! Não ia dar pra ficar um ano aqui só comendo chocolate, que eu ia voltar pro Brasil nadando e ia acabar encalhando em alguma praia do Brasil antes de chegar em casa. #BaleiaOrca

#BjoBridget

Então num dia desses de bobeira (= bebedeira) resolvi topar sair aí com um rapaz. O francês. 


Senta que lá vem história!!! Meninas, rapaz lindinho e com aquele sotaque indecente-pornografico-apaixonante. No primeiro date ele me chamou pra jantar, o que já me disseram que era um bom sinal, moço sério. Fomos jantar num restaurante bacanudo de Manhattan, ele foi super cavalheiro e educado e pronto. Sem beijo. 
Continuamos trocando mensagens, o moço continuava um fofo! Até quando ele saía pra alguma festa ele me avisava. Marcamos o segundo date. Pouco antes do date ele manda msg perguntando se ainda tava de pé. Achei estranho mas respondi q sim e ele disse que só queria ter ctz q eu não tava mto cansada. Já fiquei meio assim, achando q ele queria desmarcar. Mas lá fomos nós. É AGORA QUE VOCÊS VÃO TODAS ROLAR DE RIR DA MINHA CARA! Primeiro que sair com francês significa receber até o dress code: roupa esporte. Eu tinha dito pra ele que qria pedalar no central park e acho que em algum momento na tradução português-meu inglês-inglês dele-francês, ele entendeu que eu amava andar de bicicleta mais que tudo nessa vida! Resultado: o date foi sair da 50 st até a ponte do brooklyn, subir a ponte, descer a ponte mesmo depois que eu falei q não queria e ele achar que eu tava brincando, subir a ponte, descer pra chinatown e voltar pra 50st. 18km. Eu contei no google maps. DEZOITO QUILOMETROS! Não me respeita, pergunta se eu tenho um brazilian ass, MAS RESPEITA MEU SEDENTARISMO, FAZFAVOR!
Beleza, devolvemos a bike, eu pronta pra pegar o metro ou usar o po de flu na lareira mais forte (Harry Potter) e ele "ah vamos andar até a 59". CLARO, PORQUE NÃO? Chegamos lá e ele decidiu me levar num bar em um telhado de prédio, super legal. Ficamos um tempo, começou a esfriar, ele tinha um cachecol extra na mochila pra mim,  e daí peguei o metro na 66st (anda mais camelo!). DAÍ ELE ME BJOU! Não sou do tipo que cospe no prato que comeu. Não foi um beijo ruim, foi só um beijo fofo, que se a gente tivesse vivido uma linda história de amor seria um começo fofinho. 
Bom, daí o meio de campo começou a ficar enrolado. E eu, como sou permanentemente danificada emocionalmente, já saquei. Tava sempre muito ocupado com o trabalho, desmarcou duas vezes e aí virou palhaçada. Ao ponto de eu querer só deixar o tal cachecol dele no prédio que ele trabalha e ele nem isso respondia. Mas ainda aparecia, meio que pra me deixar ali na reserva sabe? Ah mas eu fiquei puta! Velho, eu só queria devolver aquela droga, não estava nem pedindo pra olhar pra cara enjoada dele! E esse foi o meu sonho de ter um casamento no castelo de Chantily indo pelo Rio Sena abaixo!
Um mês de meio depois o bonito me manda um texto no facebook explicando que ele queria ser meu NAMORADO (OI???), mas que ao mesmo tempo que me conheceu ele conheceu uma dançarina do Moulin Rouge francesa e daí ele resolveu tentar com ela, mas q eu era muito legal e que queria ser meu amigo e me apresentar pros amigos dele. OI? PASSA, REPASSA, PAGA? Pirou! rs Respondi "Francês, não somos amigos, nós vimos duas vezes e nos beijamos uma vez. Não eh grande coisa. Mas o modo como vc fez as coisas foi muito desrespeitoso. Eu só estava tentando devolver seu cachecol, não tava pedindo pra te ver. Mas se vc nao se importa, porque eu deveria? Tudo de bom" Beijo e fiquei com o cachecol calvin klein dele hahahaha Ah nao velho, achei muuuito babaca! 
Mas depois me arrependi de não ter "mantido amizade" porque nunca se sabe quando a passagem pra Paris vai estar em promoção né? HAHAHAHAHA

Bom, nisso eu fiquei com um canadense e com um alemão na balada. Isso de total bobeira mesmo, não foi date e nem nada, só meus cinco minutos Malhação. Sim, viva a globalização dos peguetes! E um Russo, no meio da black friday me chamou pra tomar um café. E eu fui! Mas foi só o café mesmo, muuuuito novo o moço! rs 

E surgiu um americano na parada! Eita homem difícil! Não me chamava pra um date nunca! A gente se conheceu na pista de patinação, ele me ensinou a patinar, passou uma hora e meia segurando eu e minha amiga, um fofo! E ele joga Hockey, então ele patina muito bem! A segunda vez que nos vimos ele me chamou pra assistir um jogo de futebol americano num bar com ele, depois saimos pra jantar e daí nos beijamos. A terceira vez que nos vimos ele me convidou pra ir num bar no niver do cunhado dele. E acho que date mesmo foi essa semana, que ele me chamou pra jantar. Agora ele foi pra Ohio, passar o Natal em família. Mas ele que dá mancada pra ver se eu não mandou ele prOHIO que o parta!
Essa semana ele se atrasou mto pro jantar e eu fiquei bem desanimada com ele. Ri bastante no date, a gente se diverte, mas desanimei rs 

Como vocês podem notar, date com americano foi um só hahahaha Mas o que eu percebi é que as coisas aqui acontecem mais devagar e que eles são realmente mais respeitosos. Pra um cara chegar em você em um bar vocês tem que trocar uns três dias de olhares. Se ele for do tipo mais assanhado, que vem falar com você de alegre, é só falar não que ele vaza. 
Um detalhe irritante dos homens que conheci aqui: eles falam que vão falar com você de novo...E FALAM! Ah não gente, como assim? Isso aí tá errado! Homem tem que falar que vai ligar e desaparecer! hahahahahaha O alemão eu dei o tel porque tava alterada e ele mandou msg duas vezes querendo sair. Fingi de morta. O russo eu dei o telefone estando sóbria, mas pq "sabia" que não ia dar em nada. Mas ele  tentou a todo custo me levar pra jantar no fds dps do black friday. Fingi de morta. Agora ele quer me ver esse fds...mas ele é muito novo!!! Se pá a gente se encontra, mas de amizade. Aí quem sabe ele some né? rs E o Canadense voltou pro Canadá!

O americano eu não sei como fica. Ele falou de fazermos algo no meu niver ( Dia primeiro de janeiro, porque eu sou trabalhada no glamour!), mas vamos ver como serão esses 10 dias que ele ficar lá em Ohio, se ele não vai sumir, porque aí eu desanimo de vez rs
Ele eh realmente muito legal, eh fofo,  sempre tenta aprender a falar algo em português, o que rende boas gargalhadas. E ele não se assustou quando eu surtei com ele. Porque eu surtei? Essa mania desse povo falar "Porque aqui na América". NA AMÉRICA O C* DE QUEM FALOU! Olhei pra ele e falei "Geografia básica! América do Norte, América Central, América do Sul. TUDO ISSO É AMÉRICA!". Mas eu surtei mesmo, gente hahaha Ele deu risada e falou "Não você tá certa, é mto arrogância nossa". 
Enfim, aguardem cenas dos próximos capitulos!

Pra fechar o post, momento fofura da vida de au pair: minha host me indicou pra au pair do ano. Claro q eu não passei nem na seletiva da cultural care, pq tem sempre uma menina que nadou um tsunami pra salvar o brinquedo preferido da criança; mas quando li o que ela escreveu de mim eu já chorei igual criança né? É, como diria meu irmão, eu sou muito pamonhenta! 

Por hoje é só meninas!
Volto antes do Natal! E ainda não sei sobre o que vou falar. Sugestões? 

Beijoooos e obrigada pela fidelidade =)

The First Homesick

Oi meninas...

Vim pra cá com uma Nossa Senhora no pescoço, meia dúzia de amuletos no pescoço. Daí gastei meus obamas, minhas micheles e se pá até meus Bos(cachorro do Obama) pra comprar esse note...e aí desde a semana passada a internet resolveu parar de funcionar. DA CASA TODA! Pensa numa host mom feliz! Ligou lá trocentas vezes e eles resolveram bem mais ou menos viu...se pá logo ela começa a ligar de novo rs
Eu sei, parece ser mentira! Eu juro que até preferia que fosse, mas uma semana com meu note novo e eu quase nem usei =(

Bom, vamos falar da minha homesick. Nela eu vou falar sobre um assunto que certamente renderá um post, então não precisa afobação, o próximo será sobre DATES! hahahaha

Então vamos dar início aos trabalhos! Eu sou a Miss Lencinho, estou sempre chorando, mesmo quando eu assisto O Rei Leão ou A Bela e a Fera, pela milhonésima vez. Então desde que eu estou aqui eu já chorei bastante, quase que diariamente. Mas nunca foi uma coisa sufocante, só umas lagrimas aqui, outras ali, de saudades, de cansaço, de alegria e até de tpm.
E genTE! Eu tenho uma Senhora TPM! De me dar vontade de bater a cabeça na parede e achar que o sol não vai nascer nunca mais pra mim, só pra mim! E demoraram anos pra eu perceber que essa tristeza absurda que eu sentia sempre acontecia perto da  tpm e então retomar o controle da minha sanidade. 
Outro defeito que eu tenho é sofrer por antecipação. Minha host ia viajar e ficar quatro dias fora, o que estava me deixando apavorada pensando que eu ia trabalhar 27h por dia. Então foi a semana de tpm, acumulada com o estresse da minha host ir viajar e o medão que eu tava.
Pra completar a receita do bolo, no meio dessa história, eu tive um date com um francês que parecia ser assim o último croassaint da padaria! Só que na semana cabalística ele se revelou uma baguete amanhecida...e eu comecei a lembrar tudo que já passei e comecei a pensar que eu nunca serei boa o bastante, que se até fulano mentiu pra mim, porque uma pessoa que eu mal conhecia não iria...aquele drama bem Christina Guadalupe.
E daí nessa tal semana eu comecei a chorar sem nenhum motivo, simplesmente começava a chorar. No começo não era uma coisa "No vou voltar nunca mais pro Brasil, não tem ngm me esperando la, minha familia vai me amar aonde eu estiver". Depois era "Quero voltar agooooora". Eu cheguei a pensar que era TPM, mas não era, a coisa persistiu! Eu nao queria fazer nada, eu nao queria ir pra lugar nenhum, eu so sabia chorar e achava o tempo todo que minha host family ia pedir rematch.
Nao, eu nao comentei nada com eles, nem deixei els perceberem, mas eu estava completamente noiada, até que um dia minha HostFofa chegou DO NADA e me deu um presente, uma blusa linda pro frio =)
Também não comentei nada com as pessoas do Brasil, porque não queria panico geral. Mas foi foooooda!
Eu estava num ponto de stress que fui até falar com alguém que eu não falava fazia anos, só porque essa pessoa é a que lá atrás conseguia fazer eu me controlar e respirar. O tiro podia ter saído pela culatra, ele poderia não ter respondido e eu ficaria pior ainda. Mas ele respondeu, conversamos sobre banalidade, eu voltei a respirar...
Daí minha host foi viajar, eu trabalhei só o normal porque meu host deu conta do recado muito bem, e ainda ganhei uma mochila de presente porque mesmo eu não tendo feito nenhuma hora extra, minha host achou que eu merecia.
E eu lembrei que o francês só foi campeão do mundo uma vez e nós fomos 5. ENTÃO CHUPA FRANÇA!!! hahahaha (E achei coisas mais interessantes tbm, mas próximo post hahaha).

Meninas, o que eu precebi é que não dá pra ficar deixando a cabeça vazia. Vai se ocupar, nem que seja de futilidades! Vai se divertir, vai ver vídeo do porto dos fundos (se sua internet permitir), vai dançar Macarena! Mas não fica pensando merda! Porque eu fui deixando tudo me consumir!!! 

Enfim, passou e eu voltei ao normal, chorando só pelas normalidades: filmes, skype com a família, recados no face, comercial de margarina hahahahahaha

Bom, já vou digitar o post sobre date programado, porque sabe Deus quando essa internet pifa de vez ou volta ao normal né? Só não posto já porque senão vocês se cansam de mim!!!!

Beijos e me mandem notícias de vocês, please!!!

PS: Depois de uma semana e meia de net zuada, dois dias com o pos pronto tentando postar e nada, descobrimos o problema: minha host baixa tudo da net, a operadora sacou e nos bloqueou hahahah Dai ela teve q ver um video que fala pq isso não é bacana hahahaha Eu falei pra ela que dava treta, ela nao acreditou em mim! hahahha

Tecnologia do Blogger.

Followers

Blog contents © Au pair 2013! 2010. Blogger Theme by NymFont.