The First Sep 11 in the USA

Oi pra quem ta ai!
Pq eu posso nao saber qm eh, mas sei que tem gente ai porque o blogger me mostra as estatisticas! hahaha

O post de hoje eh pra falar sobre as minhas impressoes do 11 de setembro. Acredito que a grande maioria das pessoas que esta lendo isso sejam au pairs ou aspirantes, entao, partindo do principio que elas estao ou virao pros EUA, acredito que nao sao pessoas do tipo que odeiam os EUA.
Porque tem muita gente que acha que foi muito bem feito, que eles acabam com a vida de um monte de gente....Minha opiniao pessoal: gente eh gente em qualquer lugar. Pra mim nao importa quem fez primeiro, quem fez segundo, acho que no final quem sempre paga o pato eh quem nao tem nada a ver com a historia, porque sao milhares de familia que perdem maes, pais, irmaos, filhos, maridos...aqui, na Siria, no Iraque, no Ira, Japao, India, aonde for...
Nao vou perder tempo discutindo politica ou cultural, so quero mostrar o que eu senti estando aqui no dia 11 de setembro, certo? Entao la vamos nos...

Minha host tinha uns 20 anos quando aconteceu, tava na faculdade. Ela nao fala muito profundamente sobre o assunto, comenta coisas como "foi uma loucura, as noticias vinham a toda a hora" e so. Talvez porque ela nao tenha sido atingida diretamente por isso, ate aonde eu sei.

No dia do Brazilian Day eu cheguei bem cedo em Manhattan e o lugar que eu desci do onibus pra pegar o metro eh exatamente ao lado do WTC. Como eu ainda tinha tempo ate o horario de encontrar com as meninas, resolvi ir la visitar.
Primeiro a gente vai numa especie de loja aonde "compra" os tickets e pode comprar camisetas, canecas, livros....Coloquei entre parenteses porque voce na verdade da o tanto que quiser, se quiser. Eles aconselham dar entre 5 e 10 dolares por pessoa, sendo q se vc der 10 vc ganha uma pulseira. Essa lojinha tem em varios lugares ali em volta.

Caminhei ate a entrada, uns 4 quarteiroes e entrei na fila. Como tava cedo, nao tinha quase ngm...
Passei pela revista, tomei uma bronca cabulosa porque estava no celular e naquele pedaco nao pode estar falando no telefone, e entrei...



A primeira coisa que eu fiz foi pegar um guia, que eles oferecem em varias linguas, inclusive portugues. O guia fala um pouco sobre o que aconteceu, sobre o museu que abrira no ano que vem, sobre as arvores, sobre as "piscinas"...
Acho que todo mundo ja viu essas piscinas na televisao, elas ficam no exato lugar aonde estavam as torres, as paredes sao quedas d`agua e nas bordas estao os nomes de quem morreu naquele dia. 



O som da agua caindo parece que abafa qualquer outra coisa, mas ainda assim nao vi ninguem gritando, correndo, falando alto. Tinha muito turista tirando foto e eu me sentia meio estranha fazendo isso, parece ridiculo voce ficar posando sorrindo naquele lugar sabe? Alias, quando eu disse isso pra host ela ficou impressionada e disse "acho q ngm tira foto la" e eu disse " na verdade todo mundo tira" e ela achou bem estranho.

Como eu disse, o museu ainda nao esta aberto, mas o predio eh esse ai abaixo. Dentro vao ter fotos, imagens, audios, partes dos predios, coisas assim...

A nova torre, chamada ONE WOLR TRADE CENTER ainda esta sendo terminada e esta localizada aonde ficada um outro predio do complexo World Trade Center, que foi demolido pelos danos que as quedas das torres gemeas causaram (eram 5 predios menores e as as torres gemeas). 


Todas as arvores plantadas no memorial sao de um mesmo tipo(que eu vou ficar devendo o nome pra voces). A unica arvores diferente eh uma arvore chamada de "a arvores sobrevivente". No processo de limpeza do espaco (que durou 8 meses, sem parar durante as 24h do dia), encontraram essa arvore, um pouco queimada, mas ainda vida. Ela virou o simbolo da esperanca e do renascimento e as pessoas tocam pra dar sorte (o que eu so descobri depois =/ ). No pe dessa arvore tem os simbolos de varias corporacoes que vieram de varias partes do pais pra ajudar. 

A foto da arvore mesmo eu vou ficar devendo, porque eu sai nela e to mto gorda. Procura no google galera! Sorry!

Bom, sem mais  o que fazer, sai do memorial e voltei caminhando ate o metro. No caminho da saida a gente passa ao lado de um corpo de bombeiros, que tem essa imagem na parede:

Por ser muito perto, acredito que todos os bombeiros que estavam ali correram pra ajudar. Na outra parede, numa placa de bronze menor, tem o rosto de 6 bombeiros daquele batalhao que nao sairam da torre a tempo...E nos caminhoes esta escrito "we never forget".



Eu nunca tinha vindo em NY, nunca tinha visto as torres gemeas, mas quando a gente olha aqui tem realmente a sensacao de que esta faltando alguma coisa ali, eh possivel imaginar as torres naquele lugar. Acredito que a intencao ao deixar aqueles dois imensos vazios la foi exatamente essa, ne?

No dia 11 de setembro mesmo eu vi muito pouco tv porque estava trabalhando. Mas a noite vi algumas coisas. Foi basicamente como no Brasil, aonde eles mostram varios programas sobre o assunto sabe? O que mais me deixou triste foi um com o audio de pessoas que ligaram para as familias da torre e depoimentos de familiares e sobreviventes.

Eu me lembrava muito bem de ter ouvido em 2001 em algum jornal o recado de uma moca pro marido dizendo que estava presa num predio de NY e que amava ele pra sempre. Nesse programa mostrou esse recado e o pai dela contou que tbm falou com ela naquele dia, porque quando ela ligou pra se despedir ele atendeu. Ele tentou acalma-la, mandou ela sair do predio de qlqr jeito, mas ela nao conseguiu, ela estava acima de um dos avioes, impossivel de sair. E passou o irmao dela tbm, cujo filho nasceu 9 anos depois do acontecido, exatamente no dia 11/09. 

Aqui no meu bairro nao vi nada de especial, como bandeiras ou coisas do tipo. Mas minha host colocou no  face "We never forget". E eu acho bonito esse sentimento de unidade, de que todos eles foram feridos naquele dia. 

Enfim, essas foram as minhas impressoes!

Proximo post: minha primeira sexta-feira treze, o primeiro rematch ou o primeiro parque de diversoes? Escolhe ai gente! rs

Bjoooos!

The First About Au pair`s Real Life

Oi Bonitas do meu coracao...

Essa semana foi uma loucura e o computador pegou virus pra ajudar. Gente, 195,75 obamas nao da pra nada! Eu evito ate ir na farmacia pra nao gastar, pq eu tenho que guardar dinheiro pra tanta coisa, q nem sem por onde comecar. Logo, nao faco ideia quando comprarei meu laptop.

Esse post eh atendendo aos pedidos da DUDA! Sim, ela pediu pra eu falar um pouco obre a rotina, sobre como estao as coisas aqui, entao eu vou tentar fazer isso da forma mais organizada possivel, sorry se ficar uma bagunca rs

Minhas 36h de folga semanais obrigatorias sao domingo e segunda ate as 2 da tarde. Na segunda de manha, as meninas ficam com a avo paterna. Alias, momento oportuno para explicar: A hostvo paterna e o hostvo materno viajam no inverno. A avo vai pra Republica Dominicana cuidar da mae doente em novembro e deve voltar apenas em fevereiro. Ja o avo vai pra Florida aproveitar o solzinho. Por causa disso, agora eles tem ajudado bastante com as meninas, eles fazem questao de passar algum tempo com elas.

Na terca eu comeco as 7:30 e trabalho ate as 9:30, levando a mais velha pra escola por volta das 8:30(ela vai de terca e quinta). Depois das 9:30 o hostvo e a hostvodrasta chegam aqui, ficam com a menor e eu vou fazer as tarefas:
1. Limpar o quarto das meninas: passar aspirador, tirar po e lavar os lencois. A host eh super tranquila, mas eu faco questao de fazer isso toda semana, pra nao me perder no dia q lavei as coisas rs
2. Limpar o quarto de brinquedos: Varrer, passar um rodinho com um paninho seco e depois eu paninho com perfume, organizar os brinquedos e dar uma limpada tbm.
3. Lavar as roupas.
4. Limpar o banheiro da casa, que eh o banheiro que so eu uso. 
Eu geralmente termino tudo por volta das 13, mas pq limpo devagar, aproveito e ja limpo meu quarto tbm, e porque preciso respeitar o horario do cochilo da Lily e nao fazer barulho.

Lavar roupa eh aquela coisa ridicula de jogar tudo na maquina com um sabao, espera, jogar tudo na secadora com um paninho pra dar cheiro, esperar, e depois dobrar e guardar.

Na quarta eu trabalho das 7:30 ate as 2:30; quinta das 7:30 as 16:30 ; sexta das 7:30 as 16:30, estando a host em casa nesse dia; e sabado eh variado, de acordo com o que eu tenho pra fazer e o q a host tem pra fazer.

Eu dou cafe para as meninas, troco, brinco la fora, levo no parque, levo na escola, coloco pra dormir, acordo, dou o almoco...e brinco mais! =) Nao preciso dar banho, pq elas tomam banho depois da janta e essa hora eu nao estou trabalhando mais. E tbm nao cozinho nada, poque eles fazem a janta toda noite e comemos o que sobra no almoco.

Como vcs podem notar, nao trabalho as 45h pq os avos tem ajudado. Entao eu sempre ajudo o quanto posso e estou sempre disponivel, ate porque minhas aulas nao comecaram e nao tenho tido grandes coisas pra fazer. Mas minha hosta eh mesmo incrivel e esta sempre me mandando descansar, fazer o que eu quiser...rs..Logo os avos vao embora e dai minha rotina vai ser mais fixa, trabalhar durante a semana basicamente. 
Alem disso, eu sempre ajudo com coisas da casa que eu sinto que devo ajudar, como colocar e tirar a louca na maquina de lavar, ngm me pede, mas eu acho que faz parte nao do meu trabalho, mas da convicencia, ja q eu vivo aqui tbm.

Depois que eu paro de trabalhar ainda fico aqui em baixo ajudando a fazer o jantar e so vou pro meu quarto por volta das 8 da noite. Tenho ficado muito tempo la, mais do q eu gostaria, pq a host eh uma fofa e eh legal ver tv com ela, mas eh que ta dificil organizar os skypes com toda a familia, os amigos...rs

Minha host eh viciada em series como eu, entao ela me chama p assistir com ela, me mostra as novas, as que ela gosta...Ela colocou um wii no meu quarto pra eu poder assistir as series pelo netflix tbm. 

Quanto a se sentir em casa...bom, isso eh estranho. Eu morei 5 anos fora e nos fds quando eu voltava pra casa dos meus pais eu dizia "vou pra casa esse fds". Aqui eh a mesma coisa, eh como se eu tivesse duas casas. Eu continuo me referindo a casa dos meus pais como minha casa. Ate pq se eu for pensar assim eu nao tenho eh casa nenhuma ne, uma eh dos hosts e eu to de passagem e a outra eh a dos meus pais rs Se meus pais lerem isso eles dirao q a casa deles sempre sera a minha casa, gracas a Deus.

Mas eu me sinto bastante a vontade aqui e minha hosta family ajuda bastante pra que isso aconteca. Eu posso comer o q quiser, a hora que quiser, tenho um frigobar no meu quarto, posso ir ao mercado com eles e escolher o  eu quiser. Eu so nao preciso fazer isso, pq o q eles comem eh suficiente pra mim: mcarrao, arroz e feijao, salada de alface, frango, as vezes carne...Eh bem semelhante ao q eu comia no Brasil, so o tempero eh diferente, mas ainda assim eh bom.
O feijao eles compram o de lata, mas a host frita um alho, da uma caprichada, entao fica bom =) E eu ja cozinhei feijao msmo na panela de pressao eletrica, deu muito certo!

As meninas ja se acostumaram comigo e acho q por causa de ser sempre alguem diferente cuidando delas, acredito q elas nem estranharam. No comeco a mais velha era mais resistente, mas hoje ela ja me atende mais e me escuta mais. A mais nova eh meio raio de sol!!! Eu falo INA e ela repete "MMMMM-NA" hahaha Ambas as meninas ja sorriem na maioria das vezes que eu chego, mas elas ja associaram que muitas vezes estar comigo eh estar longe da mae, entao as vezes a mais velha reclama um pouco, tadinha.
A mais velha tem 3 anos e pra qm fala que cuidar de crianca pequena nao ajuda no ingles, vc precisam conhecer a Lexi! Ela fala igual uma maritaca! E fala muito bem, eu so na entendo quando ela esta muito ansiosa, porque ai ela gagueja ou fala na velocidade da luz rs

Acho que eh isso? Esqueci alguma coisa? Comenta e pergunta! Os poucos comentarios que tenho recebido tem me feito muito feliz! Que bom que voces estao gostando do que eu venho escrevendo! Estou dando o meu melhor! Ja tenho dois posts na cabeca, mas preciso ir agora pq tenho um teste de ingles pra um curso quase la no Canada, de tao longe que eh rs Alias, 3 posts na cabeca agora rs So preciso achar um tempo de roubar o computador de novo! hahahahaha

Se cuidem, mandem noticias dos processos de vcs e voltem sempre!

Bjos



The First American Wedding

Oi pessoas!

Sei que a frequencia dos posts diminuiu bastante, mas eu tenho postando ao menos uma vez por semana. Ate pq eu trabalho ne gente? Nao eh cada dia uma aventura rs

Nao sei se comentei com vcs, mas eu fui pra Boston no dia 24 de agosto. Foi o casamento de uma amiga brasileira, que vive aqui faz muitos anos. 
Eu cheguei la na sexta e estavam todos muito envolvidos no casamento, entao nao passeamos, so saimos na sexta a noite pra jogar boliche.
Mas eu estava indo pro casamento, nao pra conhecer Boston, entao realmente nao me importei. Alem disso, eu passei um fds todo cercada por brasileiros. Gente, surreal! A cidade chama Framingham e mais parece um pedaco de Minas!!! So tem mineiro!!!!
Acho que 90% das pessoas de la sao brasileiros, entao a cidade tem padaria, no banco o gerente fala portugues e parece que ate na escola tem aula de lingua portuguesa.  Comi pao de queijo, coxinha e bebi guarana!!! =) Eu nao queria voltar nunca mais! rs 

Na sexta teve o tradicional ensaio na Igreja, que tambem era pra brasileiros rs Nada demais, ordem das pessoas entrarem e tal. Acho q tinha um americano la so, daquele bem com cara de gringo mesmo rs Estava eu sentada no chao enquanto os padrinhos ensaiavam a danca e o tal gringo veio e me deu uma chave de carro. Eu peguei, achando q ele queria q eu segurasse enquanto ele ensaiava a danca. Ai ele volta e pergunta "eh sua?" e eu disse "nao, achei q era sua e q vc queria q eu segurasse"...Pronto, o gringo quase morreu de rir da minha cara hahahahaha

Mas vamos ao casamento mesmo, que foi no sabado. Tudo bem americano, apesar dos noivos e de quase todos os convidados serem brasileiros. Teve maid of honor, best men e todo mundo vestindo a mesma cor. E a noiva e as madrinhas chegaram de limosine!
A noiva ja tem uma filha de 13 anos, que foi a dama das aliancas. Quando ela subiu no altar e entregou as aliancas o noivo quis fazer uma declaracao pra ela e foi lindo. Eu que choro ate em propaganda de margarina, to longe de casa e casamentos tbm nao sao meu forte, quase morri de chorar. Basicamente ele disse "Eu nao estava la nos seus primeiros passos, nos seus primeiros sorrisos e nos seus primeiros tombos. Mas a partir de agora eu estou do seu lado e sou seu pai. Eu amo vc". 

A festa foi naqueles saloes de filme, branco, com colunas na entrada, lindo! No salao a gente entrava e tinha um livro com fotos dos noivos aonde a gente assinava, achei bem legal. Os lugares eram marcados, entao tinha uma mesa com um vidrinhos com nosso nome e numero da mesa. 
Teve a primeira danca, divertidissima, a danca dos padrinhos, os discursos da maid of honor, best men, pai da noiva e filha da noiva. A familia do noivo vive toda no Brasil =( Mas gravaram muitos videos pra enviar pra eles.

Fato curioso eh que la os pais falam com os filhos em portugues, mas eles respondem em ingles. Entao muitos deles entendem o portugues perfeitamente, mas tem dificuldade na hora de falar. Mas eh engracadissimo a bagunca das conversas rs

A festa praticamente so tocou musica brasileira, o que acabou me dando uma grande depressao! hahahaha

Nao tentei pegar o buque, pq esse foi o quinto casamento esse ano e ja cansei de sair no tapa com a mulherada pra nada! hahahaha

No domingo o pai da noiva e a mulher dele me deixaram na rodoviaria, e quando eu vi o carro saindo pensei "droga, agora tenho que voltar pro mundo aonde se fala ingles" hahaha

Bom, por hoje eh so! 

As vezes nao posto por nao saber muito o que postar, entao sinta-se livre pra comentarem e pedirem posts!

Bjos

The First Brazilian Day!

Oi pessoas!

No ultimo fds aconteceu aqui em NY o Brazilian Day, a maior evento brasileiro fora do Brasil (eh o q diz a propaganda rs). 
Eu encontrei com mais duas brasileiras e uma mexicana na Penn Station, que eh uma estacao grande por onde varias linhas de trem passam. De la nos fomos andando ate a 6av com a 46 st, mais conhecida como Little Brazil =)
Gente, que coisa linda de Deus ver aquela rua cheia de bandeira do Brasil, barraca de pastel (5 obamas, mas td bem), Guarana Antartica, pao de queijo e ate feijao tropeiro. Confesso que ate quando tocou o tal Leleque eu fiquei feliz hahahha
O primeiro bloco reservado pro evento ja estava lotado e eu tenho pavor de muvuca, entao preferimos ficar no segundo bloco, aonde a gente ainda tinha espaco p andar e respirar, pq estava um calor insuportavel. 
Primeiro teve o Serginho-Altas-Horas-Groisqualquercoisa falando, falando e falando. Entrevistando brasileiro que ganhou promocao, gravando o quadro sobre sexo com pessoas fazendo perguntas bizarras no palco, bla bla bla...
Eu nem sei se o show do Gustavo Lima comecou na hora, mas se nao comecou na hora o atraso foi pequeno. Nao sou a pessoa mais fa do Gustavo Lima, conheco Gatinha Assanhada e o Tchetchererere, mas curti bastante o show. As meninas estavam comigo, o povo era engracado, o clima era de Brasil. 
Ele cantou varias sertanejos da antiga e eu disse que se ele cantasse Fio de Cabelo eu daria uma cambalhota na rua. Obrigada Gustavo Lima por nao me fazer passar por isso! hahahaha
A gente ficou la ate umas 4:30, porque uma amiga tinha que pegar o bus p voltar p cidade dela as 5:15 e a parada do onibus era longe-quase-no-Canada. Andei 2 milhas p ir e mais duas pra voltar. E isso pra mim eh quase a km de uma Sao Silvestre!
Nessa brincadeira, o mexicano gracinha me ligou....ah nao contei nao? rs Ele combinou comigo que iria no BD, ja q tava passeando por Manhattan com um amigo. Enfim, eu disse que tava longe, mas que estava voltando! rs
De volta ao Brazilian Day, o Zeca Little Pagode, como diz meu irmao, ja estava tocando! Encontramos com o mexicano bonitinho e com o amigo dele, que por sinal tbm era muuuito bonitinho e mais novinho ainda rs, e ficamos la conversando, dancando, dando risada. E meia hora depois o show acabou e eu "O q? Po Zeca, mancada! Faco o que agora?". 
Ja que minha amiga mora na Pensilvania e nao conhecia mto NY, resolvemos andar por ali e ir ate a Times Square, que nenhuma de nos duas conhecia. Os mexicanos lindinhos serviram de guia e de fotografos, porque eles ja tinham andado tudo aquilo. rs Foi bem legal ver tudo aquilo a noite! Fomos na loja do MMs, Hersheys and Toys R Us. 
Nos despedimos dos meninos as 8 e fomos eu e minha amiga andando ate o lugar aonde pegariamos o bus pra voltar pra minha casa.  Muuuuuuito cansadas, mas mto felizes pelo dia que a gente teve. 
Durante o dia todo a gente via brasileiro em todos os lugares de NY! Quando eu tava chegando em Manhattan, perto do WTC alguem me gritou na rua "Brasileira, aonde eh a festa?" rs E nao tinha so brasileiro la nao, tinha mto turista de outros paises.


Uma coisa chata eh q muita gente ficava tirando foto sem pedir autorizacao. Tipo, a gente parava p tirar uma foto, vinha um turista japones e aproveitava p clicar tbm! Umas 3 pessoas alias pediram p tirar foto comigo, so pq eu estava com uma bandeira do Brasil enorme. 
Falando em foto, tinha um fulana com uma cobra la e ela cobrava 10 obamas p vc tirar foto com a cobra amarela. Estou eu bem posando com a minha bandeira e ela joga a cobra no meu ombro e fala "so uma foto". Tirei a foto quase me mijando de medo, mas pelo menos pra mim foi de graca! hahahahahahaha


Assim, honestamente nao eh foi um super festa. Mas ver tanto verde amarelo, ouvir tanta gente falando portugues eh sensacional. E ter reencontrado as meninas que estiveram na escola de treinamento comigo tambem nao tem preco! =)

Por hoje eh so, pessoal!
Bjoooos

PS: coloquei as fotos no post The first weeks! =)

The First Party Night

Ola!
Como estao voces?
O post de hoje eh pra contrar sobre a minha primeira baladinha por aqui. Foi no meu terceiro fds aqui, com mais duas brasileiras.
Depois que a LCC (coordenadora local) veio aqui me dar as boas vindas e passar todos os detalhes do programa, eu peguei a lista de au pairs e acabei achando uma outra brasileira que mora aqui em Staten Island, a Lais! 
A Lais por sua vez me apresentou a Mel, que mora em Manhattan e me convidou pra sair com ela no sabado e dormir na casa dela. Assim, sem nunca ter nem visto a menina, eu fui! Loucura? Talvez no mundo real, mas nao no mundo au pair rs
Eu teria que trabalhar naquele sabado, pq os hosts iam sair, entao nem falei nada sobre o convite. Mas quando eu falei que talvez iria no domingo p Manhattan conhecer a Mel, ela perguntou se eu nao queria sair no sabado tbm, que as meninas podiam ficar com a avo. Sim, Host FOFA nivel 3. 
Entao no final da tarde la fui eu pra Manhattan! Eu tinha que pegar um bus e um metro pra chegar na Mel e isso durou...3 horas! Sim! Porque era fds, os onibus estavam lerdos, o metro entao nem se fale...Mas o importante eh que eu cheguei. 
*Parenteses: NUNCA mais eu reclamo do metro lindo, limpo e rapido de SP. A unica coisa que o de NY ganha eh no tamanho, ja que vc atravessa a cidade de metro.*Fecha Parenteses.
Como ja era 8 da noite a gente foi tratar de comer e se arrumar, enquanto falava sobre o fantastico mundo das au pairs rs Tinha ate mais uma amiga dela la, mas que nao saiu com a gente porque tinha pograma bofe-melhor!
Nos fomos pra um bar de rock chamado Red Lion e no caminho mais uma brasileira se juntou a nos, a Aline. O bar era pequeno, tipo umas 150 pessoas, mas a musica tava muuuuito boa. O povo...bom, o povo era bem normalzinho, mas americano se veste de um jeito estranho as vezes, tipo bermuda, camisa xadrez colorida e mocassim.
 Estavamos bem comentando isso quando o cara ao nosso lado vira e fala "De onde vcs sao?". Sim, ele disse isso mesmo, nao estou traduzindo. O rapaz era de SP!!! E acho que era o cara mais bonito da balada, alias hahahha
Falando em gente bonita, um americano me cutucou e eu bem passei rapido. Quase apanhei das meninas! Minha resposta? "To de folga, nao sou obrigada a falar ingles. Nao to procurando bofe. E to muito bem curtindo a baladinha com as amigas"! Ah nao, da licenca! Eu queria falar portugues, olha bem pra minha cara pra ver se eu vou ficar gastando meu ingles com carinha na balada! hahahahaha
Continuo com aversao a falar ingles a noite e quando escuto portugues eu quase viro cambalhota na rua! Na Baladinha eu estava sentada numa mesa e ouvi um "Uai, c q sabe, pode ser", com aquele sotaque mineiro mais gostoso do mundo. Juro, eu literalmente enfiei minha cara no meio da conversa hahahaha
Voltando a balada, bebi cerveja ate pelo nariz, literalmente. Pq aqui eles brinca de bater a "bunda" da cerveja na boca da sua e vc tem q beber rapido, so que eu nao sabia e fui cerveja ate os alveolos pulmonares rs E uma outra vez elas bateram tao forte e eu tava distraida que deixei a cerveja cair. Esse foi o trote na au pair bixete! hahahahaha
Nos EUA as baladinhas vao ate 2, mas em Manhattan vao ate 4. Ficamos ate o final da balada, eu completamente apaixonada pelo baterista(o que eh um milagre, pq eu sou a maior Maria Palheta da historia, nao Maria Baqueta rs).
Quando saimos pegamos um taxi amarelo lindo e voltamos pra casa! Cheguei alegrinha como em terca-feira de Carnaval! rs Gastei obamas suficiente pra comprar umas duas dilmas-cestas-basicas, mas o importante foi a diversao!!!! =)

A bad da historia? A Mel ta indo embora em menos de duas semanas. Pensa numa pessoa triste! =(  Pq honestamente o bom da balada foi curtir com as meninas! 

Os proximos posts sao sobre meu primeiro casamento nos EUA e sobre o meu primeiro Brazilian Day! Mas a host precisa do note agora! Entao, ate a volta meninas!

Bjoooo

Tecnologia do Blogger.

Followers

Blog contents © Au pair 2013! 2010. Blogger Theme by NymFont.